Estudo 2: Cristo – O Cordeiro Santo

A base do “Cristianismo” á a crença em Cristo, neste caso em Jesus Cristo. A palavra “cristo” vem do Grego e significa “ungido, escolhido”, esta é comparável à palavra “MEssiah” no Hebraico, que quer dizer “messisas, o escolhido, enviado”.

Neste estudo, aprenderemos sobre o nascimento de Jesus, o propósito de sua vida na Terra e o motivo que levou Jesus Cristo a morrer na cruz, passando por situações humilhantes, difamadoras, para isso iremos ao princípio de tudo:

A Criação:

Adão foi criado para adorar a Deus, feito a imagem e semelhança de Deus, era a excelência de Sua criação, mas pecou (PECADO=DESOBEDIÊNCIA – Rm 5:12 e 19)

Todos pecaram (Rm 3:23)

Como podemos saber se estamos pecando ou em desobediência:

a) No Velho Testamento Deus deu ao seu povo uma referência que são os 10 mandamento (Êxodo 20: 1-17). No livro de Levítico o Senhor exemplifica através de situações reais como o povo poderia estar infringindo um desses mandamentos que resultava em desobediência/pecado.

b) No Novo Testamento já não estamos mais debaixo das Leis (10 mandamentos), e sm da Graça. Paulo na carta aos Gálatas nos explica como é o proceder do homem que vive pecando (desobediência) o qual não herdará o reino dos céus (Gl. 5:16-21), e o proceder do homem que vive debaixo da graça, em obediência à Deus, guiado pelo Espírito Santo de Deus (Gl. 5:22-26).

Os meios para absolvição dos pecados

a) No Velho Testamento era necessário fazer sacrifícios com animais inocentes. O sangue derramado dos animais é que “cobria” o pecado que a pessoa havia cometido (Lv. 17:11-14). Esse sacrifício começou quando Adão pecou em Gn. 3:21. Para cada tipo de pecado, o Senhor determinou um tipo de animal, mas em geral todos deviam ser: sem mancha, saudáveis, puros sem nenhuma imperfeição, porque sua vida (sangue) estaria sendo dada em lugar do que havia pecado. Na maioria dos pecados era necessário um “cordeiro”.

b) No Novo Testamento Jesus nasceu santo (Mat. 1:18), foi concebido não por relação humana, mas pelo “Espírito Santo”, portanto a sua concepção foi santa. Em Hb. 4:15, fala que em tudo foi tentado, mas não pecou (não desobedeceu). Ele mesmo disse que veio para cumprir a lei (10 mandamentos) e cumpriu toda sem desobedecer. Por isso como homem se tornou puro, sem mancha, perfeito, um “cordeiro santo”. Jesus então é morto na cruz (ler Dt. 21:22-23), se fez maldição em nosso lugar, derramou seu sangue, nos deu sua vida (a vida da carne está no sangue- Lv. 17:11-18), para que todos os que cressem Nele como o Filho de Deus, passariam da condição de CRIATURAS para FILHOS (João 1:12) e teriam vida eterna (João 3:16). Ele fez o que podemos dizer de o “Sacrifício Universal”, ele o fez para todos, mas só usufruem da vida eterna aqueles que O aceitam como o Senhor de suas vidas, se confessam pecadoras e se arrependem (I João 1:9 / Rm 10:9-10).

* Textos retirados da apostila de curso de batismo da Igreja Luz do Mundo, Uberlândia – MG, 2005.

Deixar um comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s